Falando de mim.


Há quem pense que sou tímido, calado, introvertido, envergonhado. Mas desconhecem que gosto de falar para o mundo… Outros jurariam o contrário na impossibilidade de acreditar. Existe quem me chame: filósofo, sonhador, romântico até mesmo poeta. Há quem me julgue a pior pessoa do mundo, também quem pense ser a melhor. Conheço quem tenha mudado de opinião. Há quem diga que falo apenas por metáforas… Uns pensam que sou elitista, outros dizem ser comunista. Há quem emita opinião sem conhecer só de ouvir falar. Já me disseram: nunca saber quando falo a sério, ou quando estou a brincar. Há quem tema o meu olhar, também há quem corra para me abraçar, quem me despreza, quem me jura Amor eterno. Há quem me chame de irmão, também há quem me dê sua mão… Existe quem diga “amigos para sempre” e nunca mais diga uma palavra. Há quem chore por mim, há quem me trate com indiferença… Uns dizem que tenho o dom de usar das palavras, outros acham que devia de usar pseudónimo quando escrevo, para evitar tal vergonha… Todos pensam saber quem sou, mas eu próprio me pergunto: Quem sou?

Nenhum comentário: